Não haverá um “novo normal”, mas sim uma “Nova Existência”


O artigo abaixo foi escrito por Jason A. Wolf, presidente e CEO do The Beryl Institute, uma comunidade global dedicada a melhorar a experiência do paciente por meio da colaboração e do conhecimento compartilhado. Ele propõe a criação do Projeto Nova Existência, que tem por objetivo reunir conhecimentos e experiências para estabelecer novas diretrizes para assistência à saúde pós-pandemia. Confira o artigo.

Por Jason A. Wolf, PhD, CPXP

Presidente e CEO do The Beryl Institute

É difícil acreditar que se passaram pouco mais de oito semanas desde que a crise da COVID-19 atingiu uma proporção global.

O que esse tempo nos mostrou é que, mesmo com tantos desafios, conseguimos responder com agilidade e rapidez à inovação. Também vimos que as coisas não serão as mesmas por um tempo e, provavelmente, para sempre. Surgiu então a ideia de que estamos entrando em um “novo normal” e, embora seja um termo fácil de entender, não há nada de “normal” no que estamos enfrentando. Normal sugere uma nova “condição ou estado típico”. Mas o momento em que nos encontramos agora e os momentos seguintes não serão constantes. Eles evoluirão rapidamente e mudarão dinamicamente; e então nos encontraremos em uma “Nova Existência”. A existência não é um estado, mas um modo de viver e ser, impulsionado pela sobrevivência e pelo compromisso de fazer o que é certo e verdadeiro.

Nesta “Nova Existência”, muito do que defendemos e trabalhamos para implementar os cuidados de saúde e a experiência humana antes desta crise permanecerá essencial. Ao mesmo tempo, esse momento revelou rachaduras e fraquezas sistêmicas para a assistência à saúde, reforçando globalmente a visão de futuro que será necessária para vivermos em uma nova existência. Por esse motivo, guiados pelas vozes de nossa comunidade no The Beryl Institute, estamos desenvolvendo o Projeto Nova Existência.

Esse projeto tem como objetivo entender como será esta Nova Existência, o que ela nos exigirá na prática, quais processos e políticas e o que nos demandará como seres humanos para avançar na assistência à saúde. As vozes da nossa comunidade moldarão as ideias e os resultados. Trabalharemos com uma equipe internacional

e com pesquisas globais; vamos alinhar esforços na coleta de práticas e processos e na defesa de políticas e programas capazes de garantir que a experiência humana no coração da assistência médica permaneça forte.

Alguns dos esforços mais práticos para uma Nova Existência são claros e já estão em processo de várias formas. Em particular, no setor de saúde, seremos chamados a:

- Reconstruir a confiança do consumidor e enfrentar os medos e as necessidades de pacientes e familiares.

- Recarregar nossa força de trabalho para lidar com questões de estresse, trauma e desgaste.

- Reequilibrar modelos de assistência, nos quais a assistência virtual seja mais amplamente aceita e demandada.

- Restabelecer políticas de acesso e visitas responsáveis ​​que equilibram as necessidades clínicas e pessoais.

- Atualizar nossa capacidade enquanto nos preparamos para qualquer ressurgimento de casos.

E mais ideias surgirão conforme o andamento do projeto. Pedimos que você mantenha os olhos abertos para a oportunidade de contribuir em breve.

Sempre acreditei que existem oportunidades estruturais na área da saúde que, em parte, temos trabalhado para unir. Essa crise tornou essas vulnerabilidades reais de tal maneira que só podemos dizer que são de partir o coração. Mas, a partir dessa tragédia, podemos e vamos encontrar a esperança e as oportunidades. É isso que pretendemos fazer ao olharmos juntos para uma Nova Existência.

Por fim, através de nosso esforço compartilhado de cocriação de uma Nova Existência, vamos:

- Garantir que as vozes de todos os envolvidos na assistência à saúde sejam ouvidas, respeitadas e atendidas.

- Defender e agir para sustentar práticas, processos e políticas em favor da excelência da experiência.

- Abordar as questões sistêmicas que comprometem nossa capacidade de apoiar a saúde e o bem-estar de todos os cidadãos globais.

- Cocriar um futuro em que novas possibilidades brotam das raízes profundas da experiência humana.

Portanto, peço que você não aceite um novo normal, mas lute e contribua para uma Nova Existência. Sua voz, suas ideias, suas ações e suas lições já aprendidas contribuirão para uma elevação dos esforços comprometidos com a humanidade no coração dos cuidados com a saúde.

Espero que você se junte a nós nesta jornada.

Fonte: The Beryl Institute

Foto: Nattakorn Maneerat de Getty Images

37 visualizações